Skip to content

Devaneio.

Segunda-feira, 13 - Julho, 2009
by

Após uma ida ao banheiro para “tirar água do joelho”, vai lavar as mãos quando repara que tudo ficou mais pesado ao seu redor.
Suas pálpebras pesam, e não, não é sono. Poderia ser, já que tem uma semana que não dorme direito, e a dieta de pouco sono e muito álcool não o tem ajudado muito.
Ele tenta alcançar o papel toalha para secar as mãos, mas até seu movimento fica lento.
O papel toalha também desce lentamente, e ele percebe que não é ele que está devagar, e sim o tempo.
O tempo começa a passar devagar, quase parando.
Ele torce para que o mundo acabe assim, com o tempo parando, e quando se viu, foi-se tudo.
Imagina que é isso que acontece naquele momento, já que a imagem do que vê começa a se desfazer, com uma sombra preta consumindo o claridade, de cima para baixo.
Mas em pouco instante, vê que estava enganado. Foi apenas um piscar de olho.
Volta à sua mesa e vê que são 09:35 da manhã.
Faz as contas, e percebe que ainda faltam 7 horas e 25 minutos pro expediente acabar e voltar para casa.
E, lembra, como seria bom se o mundo tivesse acabado naquele piscar de olho extremamente lento, onde o tempo quase parou.

Advertisements
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: