Skip to content

Religuloso

Terça-feira, 17 - Novembro, 2009

Pessoal, vi uma parte de um documentário bem legal. Meio que abalou minhas bases. Chama-se Religolous. Basicamente, é um comediante  chamado Bill Maher que viajou o planeta em busca de respostas para várias questões religiosas para a seguinte pergunta: religião é necessária para o homem?

cartaz do filme


Aqui está o trailler do documentário:

Ele, obviamente, é uma pessoa no mínimo, anti-religião, e convicta, no meu ponto de vista. Mas, ele se declara libertário e é, no meu ponto de vista novamente, um crítico ferrenho do atual american way of life applied to the world (acabei de inventar o termo, mas tem a ver com o modus operandi contemporânea dos EUA tanto para dentro, quanto para fora). No fim do filme, ele faz algumas considerações:

  1. primeiramente ele pede para os racionais e anti religião para “saírem do armário” e terem voz e dizerem o que realmente pensam sobre as religiões.
  2. pede para que todos os religiosos, inclusive os moderados, para que “olhem no espelho” e se auto critiquem ao analisar o relacionamento entre religião e os conflitos atuais.
  3. faz uma comparação: você seria adepto à um clube que promove todos os tipos de preconceito: misogenia, racismo, homofobia, etc.; promove violência em nome de seus deuses, ignorância e intolerância? Você, no mínimo, saíria desse clube em protesto. Caso não, seria como uma mulher de malandro: conivente.
  4. por fim, ele afirma que não são profecias divinas que trarão o fim do mundo, mas sim a religião.

Vejam:

Baita tapa na cara. Eu, como católico semi-praticante ou quase-“morno” na gíria interna da religião, fiquei balançado… só com ese finzinho do filme. Me perguntei bastante hoje sobre isso. E cheguei nas conclusões:

  1. por incrível que não pareça, sou brasileiro. Acomodado. Entretanto sei das atrocidades que minha religião já fez. Já foi omissa (fala Pio XII), massacrou indígenas (tanto culturamente, socialmente e fisicamente), é contra a camisinha, rígida e ignorante em alguns aspectos. Mas, algumas correntes e momentos históricos são importantes como na luta contra a ditadura, a Teoria da Libertação, o trabalho de algumas pastorais, o trabalho do papa João Paulo II. Lembrando que nada disso redime o que já ocorreu, inclusive os vários pedidos de desculpas.
  2. Olha, eu já li um pouco bastante sobre religiões porque sempre me fez falta em ter quem acreditar. Não gosto da mistura de ignorância com religião, abitolamento… não deve-se confundir. Religião é base para a vida, para religar-se com um mundo superior, e suas diretrizes devem servir para o bom convívio, a paz e um mundo melhor. E não tudo isso que já sabemos.
  3. E por fim, não acho inteligente relegar todo o legado que as religiões nos deram para a merda. Como tudo no universo e usando um chavão, tudo tem seus prós e contras. Não acredito que a ignorância a ponto de se achar que toda religião e todo relacionamento com ela leva à ignorância é generalizar demais. Veja o nosso país: (lá vai mais um clichê) veja a miscigenação religiosa… existe uma certa tolerância saudável na terra brasilis para todas. Nunca nos importamos muito com a religião do nossos governantes, apesar de sermos um país tradicionalmente católico.
  4. Agora, por fim mesmo, deveria haver uma conferência ou enocntro mundial para a discussão de termos religiosos com a política. Pois aonde há a mistura dos dois, nucna sai boa coisa.

Agora deixo para vocês a auto crítica e a análise. E, caso queiram, utilizem o blog como quiser para discutirmos religião da melhor forma possível e mostrar que isso é humanamente realizável.

😀

Eu sugiro para ler:

O livro das religiões, livro velho, mas excelente. E um outro sobre uma competição de religiões num reino distante para eleição da nova religião oficial do mesmo reino… poxa… sou louco para saber que livro é esse!

Bons uivos! Aleluia!

Anúncios
2 comentários leave one →
  1. Terça-feira, 17 - Novembro, 2009 01:45

    Bom, começando do começo:

    Minha mãe me deu a oportunidade de escolher, depois de grandinho já, se queria ou não frequentar alguma igreja, e por opção (e comodidade) resolvi continuar acreditando no que pra mim é mais lógico, em nada. Não tenho, não pretendo ter mas não tenho raiva de quem tenha religião, desde que não me afete.

    Acredito na ciência, a qual também teve suas falhas (mas se for pra comparar falhas… não vamos nem começar neh). É o que acho mais lógico: tentar achar uma razão racional, independente de ‘força maior’ para o surgimento de tudo ou melhor ainda, tocar a vida sem pensar em nada disso.

    O que somos hoje e o que seremos amanhã sempre esteve e sempre estará em nossas mãos. Tudo depende de nós e de mais ninguém. A não ser que caia um metoro na terra. Aí alguém vai dizer “Eu falei que ia acontecer” claro que vai acontecer! Nós estamos no meio do nada com pedras gigantes feitas de materiais desconhecidos voando a milhares de quilômetros por hora… e não quer que nos acerte!? Se for pra dizer “eu avisei” que sejam os Maias!

    O fato é que tudo isso discutido no texto envolve dinheiro e poder (pleonasmo?), e isso faz com que os grandes usem a crença alheia para se fortalecerem e defenderem interesses próprios. Cada um que acredite no que quiser, mas que também respeite o seu espaço.

    Eu não incomodo ninguém (só quando estou bêbado) e espero não ser incomodado.

  2. Terça-feira, 17 - Novembro, 2009 15:02

    eu só acho que ninguém é apolítico.
    e ninguém é “a-religioso”. e por isso, não é possível não ser incomodado por isso, pedroca… por um lado está destruindo nosso planeta!

    o que é mais engraçado é que na hora que aperta muita gente que se diz não religiosa, apela para nossa senhora!
    😀

    ahhh nem!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: